Suíço nascido em Camarões marca e Suíça vence camaroneses

Suíço nascido em Camarões marca e Suíça vence camaroneses

O Brasil não deve sentir medo das próximas adversárias da Copa do Mundo. Suíça e Camarões se enfrentaram pela abertura do Grupo G do mundial e os europeus venceram por 1 a 0, em mais um jogo abaixo tecnicamente no Catar. Com o resultado, os suíços saíram na frente e lideraram a chave.

Jogando no estádio Al Janoub, em Al-Wakrah, Embolo, suíço, mas nascido em Camarões, foi o autor do gol na manhã desta quinta-feira (24). Os europeus voltam a jogar na próxima segunda, justamente contra a Seleção Brasileira, às 13h. Os africanos duelarão contra os sérvios no mesmo dia, mas às 7h.

Os suíços começaram com Embolo como comandante do ataque, apostando também na organização de jogo de Shaqiri e Xhaka, estrelas do país. Do outro lado, Choupo Moting, atacante do Bayern de Munique, foi o escolhido para começar, deixando o camisa 10 Aboubakar no banco de reservas.

Mesmo que a Suíça tivesse maior posse de bola nos 10 minutos iniciais, a primeira oportunidade mais clara de gol foi dos africanos. Em lançamento nas costas da marcação, Mbeumo invadiu a área e chutou para defesa de Sommer. No rebote, Toko Ekambi tem a chance de abrir o placar, mas isola.

No lance seguinte, a bola ficou com Xhaka, que arriscou de longe, mas a bola saiu longe do gol de Onana. Apesar da oportunidade suíça, os camaroneses foram quem chegaram mais uma vez com perigo. Hongla recebeu o passe, invadiu a área e chutou cruzado para a defesa de Sommer.

Aos 34, Choupo-Moting acionou Fai, que cruzou bem na direção de Toko Ekambi. Antes de o camisa 12 finalizar, Widmer tocou a bola e impediu a finalização. Aos 39, a resposta da Suíça, Embolo recuperou a bola, tabelou, invadiu a área, mas, no último momento, foi desarmado por Castelletto, que cede o escanteio.

Na cobrança, Vargas mandou na medida para Elvedi, que, pressionado, desviou de cabeça para fora. A melhor chance dos europeus veio justamente em uma cobrança de escanteio. Shaqiri bateu a bola na área e Akanji tocou de cabeça, mas a bola passou raspando a trave do goleiro Onana.

As duas equipes voltaram para o segundo tempo sem alterações. A superioridade técnica da Suíça, que ficou apagada na etapa inicial, não demorou para aparecer nos minutos iniciais do segundo.

Aos dois, a bola rodou do lado esquerdo para o lado direito, chegou nos pés de Shaqiri, que cruzou para Embolo. O centroavante, nascido em Camarões, fuzilou o goleiro Onana e abriu o placar. Depois de marcar, o atacante, em forma de respeito, não comemorou. Natural da cidade de Yaoundé, o jogador jamais atuou em seu país de nascimento.

A resposta camaronesa veio aos 11 minutos. Choupo Moting driblou três jogadores e, mesmo sem ângulo, chutou para o gol, mas parou na defesa de Sommer, que salvou os suíços mais uma vez na partida.

Aos 20, em cobrança de falta alçada para dentro da área, Anguissa tocou de cabeça, mas a bola ficou facilmente nas mãos de Sommer. Na sequência, um lance muito parecido com o primeiro gol suíço. Shaqiri cruzou rasteiro da direita, Vargas bateu, mas dessa vez Onana fez uma defesa esplêndida.

Na cobrança, quase que Embolo amplia para a Suíça. Shaqiri cobrou escanteio com veneno na pequena área, e o camisa 7 demorou a fazer o movimento de arremate.

Com o jogo entrando em seus momentos derradeiros, os treinadores começaram a fazer modificações. O suíço tirou Shaqiri, Sow e Embolo e botou Frei, Okafor e Seferovic. Do outro lado, Song optou por Aboubakar e N’Koudou para as saídas de Ekambi e Choupo Moting.

As trocas mantiveram os suíços melhores. Em mais uma jogada pelo lado, mas dessa vez pelo esquerdo, Rieder recebeu com liberdade, cruzou rasteiro e quase N’Koulou marcou contra. Nada disso foi suficiente para aumentar o placar, que continuou magro.




Leia também:

Terra Brasil Notícias