Ex-ministro quer que Governo Lula aumente tributos de gigantes de tecnologia como Netflix, Google, Facebook e Big Techs

Ex-ministro quer que Governo Lula aumente tributos de gigantes de tecnologia como Netflix, Google, Facebook e Big Techs

Foto: Reprodução 

O ex-ministro de Planejamento durante o segundo governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e a gestão de Dilma (PT), Paulo Bernardo, declarou nesta segunda-feira (14) que o novo governo estuda a tributação das big techs e aprimoramento do sistema 5G – tecnologia de quinta geração para redes móveis e de banda larga.

A informação foi dada por Paulo, que realiza trabalho técnico para a transição de governo no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), em Brasília. Ele está entre os quatro nomes escolhidos para equipe de transição na área de Comunicações.

“Talvez a gente tenha condição de turbinar esse andamento e fazer políticas para acelerar a tecnologia em direção ao interior. Acho que por exemplo tem que melhorar as condições para a população contratar”, disse sobre o 5G.

“Com certeza se a gente ligar lá no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), conversar com os técnicos ou com o ministro Alexandre de Moraes nós vamos ouvir muita sugestão de como poderia ser tratada a face das big techs. A Europa fez políticas de tributação das gigantes da tecnologia, como o Google, Facebook, todo mundo agora paga. Eu acho que temos que avaliar esse tema no Brasil, como é que está o andamento disso, se é viável, se nós podemos (…)”, afirmou.

O ex-ministro ainda destacou os relatórios que a equipe técnica precisa produzir: são dois para 30 de novembro e um para 10 de dezembro.

“Fizemos a primeira reunião hoje e agora vou ver aí como é que a gente dá um encaminhamento para fazer essa tarefa. Nós temos 16 dias para fazer dois relatórios, conforme foi determinado. Então, acho que está tranquilo, não vai ter nenhuma dificuldade”.

O Tempo



Leia também:

Terra Brasil Notícias