Otimismo com futuro da economia do Brasil atinge recorde no governo Bolsonaro, com 53%

Otimismo com futuro da economia do Brasil atinge recorde no governo Bolsonaro, com 53%

Dados da mais recente pesquisa Datafolha, divulgados neste sábado (24), apontam que as taxas de otimismo dos entrevistados com a futura situação econômica do país e pessoal são as mais altas registradas durante o governo de Jair Bolsonaro (PL).

Metade (53%) dos eleitores acreditam que nos próximos meses a situação econômica do país irá melhorar (eram 33% em junho), 26% avaliam que a situação ficará igual (eram 29% em junho). Já para 14%, a situação deve piorar (eram 34% em junho).

O percentual de otimistas fica acima da média entre os beneficiários do Auxílio Brasil: 58% avaliam que a economia vai melhorar, 12% que irá piorar e 24% que ficará igual.

Quando perguntados sobre a expectativa futura em relação à situação econômica pessoal, 60% responderam que irá melhorar nos próximos meses (eram 47% em junho); 30% avaliaram que a situação ficará igual (eram 35% em junho); e 7% disseram que a situação irá piorar (eram 15% em junho).

Situação atual

Três em cada dez eleitores (28%) avaliam que a situação econômica do país melhorou nos últimos meses (eram 15% em junho); 21% avaliam que a situação ficou igual (eram 17% em junho). Já para 50%, a situação piorou (eram 67% em junho).

A avaliação de que a economia do país melhorou se igualou ao melhor índice do governo Bolsonaro, registrado em dezembro de 2019 (28%).

Quanto à avaliação da situação econômica pessoal, 27% disseram que melhorou nos últimos meses (eram 20% em junho), 33% avaliam que ficou igual (eram 32% em junho) e 39% avaliam que piorou (eram 47% em junho).

A pesquisa ouviu 6.754 pessoas, entre 20 e 22 de setembro, em 343 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, dentro do nível de confiança de 95%. O código da pesquisa na Justiça Eleitoral é: BR-04180/2022.

Créditos: G1.




Leia também:

Terra Brasil Notícias