“Eu e Bolsonaro temos um adversário em comum”, diz Moro

Sergio Moro (foto) foi o principal alvo durante o debate da Band entre os candidatos ao Senado pelo Paraná, realizado na noite deste sábado (17). A atuação do ex-juiz à frente da Lava Jato e seus recentes acenos ao presidente Jair Bolsonaro foram questionados pelos adversários.

“Jamais estarei ao lado do PT. Eu e Bolsonaro temos um adversário em comum nessas eleições. Me preocupa a volta do PT e do Lula com todos aqueles escândalos de corrupção desvendados e desmantelados pela operação Lava Jato. A Petrobras conseguiu recuperar este ano, graças à Lava Jato, cerca de R$ 6 bilhões”, disse Moro, depois de ser atacado por Laerson Matias, do PSOL.

Na sequência, o candidato bolsonarista Paulo Martins, do PL, acusou Moro de ter traído Bolsonaro, o Podemos e seu ex-aliado Alvaro Dias. A informação é do O Antagonista.

“É grave o que aconteceu, traiu a confiança do presidente, denunciou interferências na PF e vazou conversas privadas de quem você foi padrinho de casamento”, afirmou Martin.

Em resposta, o ex-ministro da Justiça preferiu comentar seu trabalho à frente da Lava Jato e elencou os escândalos de corrupção nos governos petistas.



Leia também:

Terra Brasil Notícias