Policial Militar que atirou em campeão mundial de jiu-jitsu tem prisão decretada

Policial Militar que atirou em campeão mundial de jiu-jitsu tem prisão decretada

Neste domingo (7), a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) disse, neste que a Polícia Civil pediu a prisão preventiva do policial militar Henrique Otávio Oliveira Velozo, autor do disparo contra o campeão mundial de jiu-jítsu Leandro Pereira do Nascimento Lo, de 33 anos.

O atleta foi baleado na cabeça durante uma briga em um show de pagode no Esporte Clube Sírio, no bairro Planalto Paulista, zona sul de São Paulo, na madrugada deste domingo (7).

Segundo testemunhas que estavam no Clube Sírio, na Zona Sul de SP, houve uma discussão entre Leandro Lo e o PM Henrique Velozo, que estava de folga, durante show do grupo Pixote, dentro do clube, por volta de 2h da manhã.

Segundo informações de testemunhas, o campeão mundial de jiu-jítsu teria imobilizado o policial Henrique Veloso para acalmar uma situação de provocação, o PM então se afastou e disparou um tiro na cabeça à queima roupa no lutador, que foi levado ao hospital Hospital Municipal Dr. Arthur Ribeiro de Saboya, mas não resistiu e teve morte cerebral confirmada pelo seu advogado.

A Polícia Militar lamentou a morte de Leandro Pereira do Nascimento Lo, e informou que já abriu um inquérito administrativo para investigar o caso.

Créditos: Agência Brasil.




Leia também:

Terra Brasil Notícias