Em meio a prejuízo milionário, Warner vai fundir HBO Max e Discovery+

Em meio a prejuízo milionário, Warner vai fundir HBO Max e Discovery+

Companhia decidiu juntar os dois serviços de streaming a partir de 2023; Brasil deve receber mudança no final do ano que vem

Após cancelar o lançamento de Batgirl, filme cuja produção custou 90 milhões de dólares, e do segundo longa animado sobre Scooby-Doo, gerando outro prejuízo de 40 milhões de dólares, a Warner Bros. anunciou nesta quinta-feira, 4, a fusão dos serviços de streaming HBO Max e Discovery+. De acordo com um informe compartilhado com acionistas da companhia, JB Perrette, CEO e presidente de streaming global e interativo da Warner Bros. Discovery, avisou que a empresa pretende começar as mudanças a partir do meio do ano que vem. “No final das contas, juntar todo o conteúdo foi a única maneira que vimos de tornar isso um negócio viável, declarou o executivo. 

Segundo o planejamento da Warner divulgado pela Variety, HBO Max e Discovery+ vão começar a se unir aos poucos em cada território mundial, iniciando pela América no Norte, depois América Latina, a partir de junho de 2023. Europa e Ásia receberão a nova plataforma só em 2024. O catálogo do serviço de streaming unificado, que ainda não recebeu um nome oficial, será adaptado de forma que o conteúdo se encaixe nas novas diretrizes da empresa.

Com a fusão, algumas produções originais ou não devem ser excluídas do catálogo da HBO Max para dar lugar a programas da Magnolia Network, emissora da Discovery, além da chegada de atrações da CNN (canal da Warner) ao Discovery+. Ainda não se sabe os valores do novo serviço. Nos Estados Unidos, a HBO Max está disponível por 14,99 dólares por mês sem anúncios e 9,99 dólares ao mês com anúncios. Já o Discovery+ custa 6,99 e 4,99 dólares sem e com anúncios, respectivamente. 




Leia também:

Terra Brasil Notícias