“Quem pregou ‘fica em casa que a economia vê depois’ hoje finge não ter nada a ver com isso”, dispara Bolsonaro

“Quem pregou ‘fica em casa que a economia vê depois’ hoje finge não ter nada a ver com isso”, dispara Bolsonaro

Neste sábado (25), o presidente Jair Bolsonaro (PL), resgatou um tweet de 2021, em que defendia o funcionamento da atividade essencial durante a pandemia de covid-19, no ano passado. Em publicação em rede social, o mandatário disse que ‘Quem pregou “fica em casa que a economia vê depois” hoje finge não ter nada a ver com isso’.

Eis a declaração de Bolsonaro no Twitter:

Muitos que hoje falam de economia são encontrados nas respostas deste tuíte defendendo o irracional fecha tudo e reclamando por defendermos quem precisava trabalhar para sobreviver. Pregaram o “fica em casa que a economia vê depois” e hoje fingem não ter nada a ver com isso.

A verdade é que esse discurso foi premeditado. Sabiam que o vírus não sumiria do nada e que infelizmente teríamos que conviver com ele. Sabiam que o fecha tudo radical só seria eficiente para destruir empregos. Nunca foi pela vida, nem antes, nem agora. Sempre foi pelo poder!

Sabemos que a realidade da maior parte dos brasileiros é bem diferente daqueles que os incriminavam por trabalhar enquanto aproveitavam o fecha tudo para fazer Yoga, receitas, aprender francês, degustar vinhos e viajar. Sabemos que muitos dependem do trabalho diário para viver.

Por isso combatemos vírus e desemprego simultaneamente. Disponibilizamos recursos, equipamentos e vacinas a quem desejasse, e graças a programas como o Auxílio Emergencial, Pronampe, BEm, e agora o Auxilio Brasil, reduzimos os impactos aos mais pobres e estamos nos recuperando.

Eis o tuíte compartilhado por Bolsonaro:

Créditos: Gazeta Brasil.




Leia também:

Terra Brasil Notícias