Musk afirma que irá revelar como Twitter censurou reportagens sobre o filho de Biden

Musk afirma que irá revelar como Twitter censurou reportagens sobre o filho de Biden

Foto: Reprodução.

O CEO do Twitter, Elon Musk, anunciou que vai revelar como “realmente ocorreu a supressão da história do ‘laptop de Hunter Biden’”, o filho do presidente dos Estados Unidos, pela big tech, durante as eleições de 2020. O horário da revelação será às 19 horas, no horário de Brasília.

História do “laptop de Hunter Biden”

Com exclusividade, o jornal norte-americano New York Post publicou uma notícia em que acusava Hunter Biden, filho mais velho do então candidato à Presidência Joe Biden, de corrupção em negócios no exterior. A reportagem foi publicada durante as eleições presidenciais em 2020.

À época, o jornal foi censurado pelo Twitter, por “propagação de fake news“, e teve suas páginas derrubadas. Usuários que tentassem comentar o assunto, também tinham suas contas censuradas. Além disso, os democratas e a grande mídia classificaram a notícia como “desinformação russa” promovida por Donald Trump.

Possível investigação do caso

Com maioria na Câmara conquistada nas eleições deste ano, os republicanos prometem investigações contra o filho do atual presidente. Segundo o deputado James Comer, de Kentucky, o órgão “avaliará o status do relacionamento de Joe Biden com os parceiros estrangeiros de sua família e se ele é um presidente comprometido ou influenciado por dólares e prestígio estrangeiros”.

A declaração foi dada em uma entrevista coletiva em 17 de novembro, quando estava ao seu lado outro deputado republicano, Jim Jordan, de Ohio, que deve se tornar presidente do Comitê Judiciário da Câmara. Comer enfatizou que as conexões entre Biden e seu filho Hunter Biden exigem uma “investigação mais aprofundada”.

Créditos: Revista Oeste.



Leia também:

Terra Brasil Notícias