Três comandantes das PMs ignoram reunião com Moraes

Três comandantes das PMs ignoram reunião com Moraes

Nesta quarta-feira, 23, o presidente do TSE agendou um encontro com agentes das Polícias Militares do Brasil

Foto: Nelson Jr./SCO/STF 

Três comandantes das Polícias Militares não compareceram à reunião programada nesta quarta-feira, 23, pelo ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). São eles: coronel Hudson Leôncio Teixeira, do Paraná; coronel Alarico José Pessoa Azevedo Júnior, do Rio Grande do Norte; e coronel Marcelo Pontes, de Santa Catarina.

O encontro, que contou com a participação de 24 comandantes-militares, ocorreu na sede do TSE, em Brasília. O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, Benedito Gonçalves, também esteve presente.

A reunião teve como objetivo fazer um “balanço” das operações de segurança pública durante as eleições. Moraes e os policiais também debateram os bloqueios que paralisaram rodovias pelo país, em protesto contra a falta de isonomia no processo eleitoral.

Em 1º de novembro, Moraes autorizou as PMs a desobstruir as rodovias, inclusive as federais. Até então, o trabalho estava sendo realizado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Na reunião desta quarta-feira, o TSE informou que deverá ser criado um grupo de trabalho para desenvolver as propostas discutidas pelos ministros e pelos comandantes-militares. As seguintes sugestões foram debatidas:

1) a previsão orçamentária para auxílio às policiais militares durante atuação nas eleições;

2) a fiscalização da não utilização de celulares na cabine eleitoral por detector de metal;

3) o auxílio das Guardas Municipais Metropolitanas, dos Corpos de Bombeiros e das Polícias Civis;

4) a elaboração de um manual de procedimento operacional geral para os períodos eleitorais;

5) a verificação de possível alteração de locais de votação que estejam, hoje, em locais críticos;

6) o aprimoramento de reuniões preparatórias aos pleitos eleitorais para a melhor atuação integrada; e

7) a presença de um coronel da PM, da ativa ou da reserva, junto aos núcleos de inteligência dos TRES.




Leia também:

Terra Brasil Notícias