Manuela d’Ávila aparece novamente como morta em cadastro do SUS 

Manuela d’Ávila aparece novamente como morta em cadastro do SUS 

Nesta segunda-feira (28), a ex-deputada federal Manuela d’Ávila (PCdoB-RS) disse no Instagram que consta como morta no SUS. Essa é a segunda vez que isso ocorre: em 2021, a ex-parlamentar enfrentou a mesma situação quando foi tomar a vacina contra a Covid-19.

No ano passado, a deputada federal e presidente do PT, Gleisi Hoffmann e deputado federal eleito Guilherme Boulos (PSOL), também tiveram seus dados alterados na plataforma do SUS. Desta vez, a descoberta também ocorreu na hora de se vacinar.

Por ter tomado a vacina Janssen, de dose única, d’Ávila explicou que seu calendário de vacinação não obedece as datas convencionais e que, por isso, estava foi hoje ao posto de saúde do Iapi, em Porto Alegre, para receber o segundo reforço.

“Saí com o registro da minha vacina apenas físico porque ela não conseguiu incorporar ao sistema. Por quê? Porque consto como morta. Não tem como registrar vacina depois da data de óbito”, escreveu Manuela nas redes sociais.

“Sei que essa morte é a expressão mais profunda dos desejos bolsonaristas mas eu, como cidadã, preciso enfrentar uma guerra de guerrilhas infinitas para ter um direito básico garantido”, afirmou.

Gazeta Brasil



Leia também:

Terra Brasil Notícias