Homens são presos por ofensas a Alckmin

Homens são presos por ofensas a Alckmin

O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), foi hostilizado por dois homens na noite de quarta-feira 23 no saguão do hotel em que está hospedado, em Brasília. O caso ocorreu por volta das 23h30.

A equipe da Polícia Federal (PF), que faz a segurança de Alckmin, deteve os homens por desacato aos agentes. Um deles se identificou como policial aposentado da PF e, de acordo com a equipe de segurança, estava armado.

Segundo o depoimento de um dos policiais, um homem foi em direção ao vice-presidente eleito e passou a ofendê-lo, dizendo que Alckmin era “uma vergonha”.

Os agentes tentaram afastar o manifestante para que Alckmin pudesse subir até seu quarto. O homem reagiu aos agentes e disse ter “liberdade de expressão”. Nesse momento, de acordo com o depoimento, o homem chamou o policial federal de “vagabundo” por estar “defendendo um ladrão”.

O policial ainda relatou que, depois que a situação estava controlada, um segundo homem apareceu, dizendo ser agente aposentado da PF. Armado, ele teria questionado a atuação dos agentes dizendo que estavam errados “ao defender um ladrão” eleito por uma eleição fraudada.




Leia também:

Terra Brasil Notícias