Ditador de Cuba condena sanções contra a Rússia 

Ditador de Cuba condena sanções contra a Rússia 

Durante o primeiro discurso na Duma Estatal ou Câmara Baixa do Parlamento, o ditador de Cuba, Miguel Díaz-Canel, disse que as causas do conflito na Ucrânia devem ser buscadas nas políticas dos Estados Unidos e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).

Miguel Díaz-Canel disse que a política agressiva de Washington e a expansão da OTAN para as fronteiras da Rússia são o que a atual situação na Europa Oriental provocou.

Díaz-Canel enfatizou que Havana repetidamente condenou as sanções contra a Rússia e defendeu uma solução para o conflito por meio de negociações.

“Cuba condena veementemente as sanções impostas unilateralmente contra a Federação Russa. As causas do atual conflito na região devem ser buscadas na política agressiva dos Estados Unidos e na expansão da OTAN para as fronteiras com a Federação Russa”, disse o ditador, conforme relatado pela estatal Tass.




Leia também:

Terra Brasil Notícias