Lula pode indicar Rodrigo Pacheco ao STF se eleito

PT sinaliza apoio à recondução dele ao cargo de presidente do Senado.

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), poderá ser indicado ao Supremo Tribunal Federal (STF) caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) retorne ao Palácio do Planalto após as eleições deste ano.

A apuração é do Poder360.

De acordo com o líder da minoria no Senado, Jean Paul Prates (PT-RN), num primeiro momento a campanha do petista avalia prometer apoio à reeleição de Pacheco ao comando Casa em 2023. Segundo ele, a medida seria para arbitrar a transição de “um governo de extrema direita para um governo de esquerda”.

Com isso, a ideia é dar o apoio de Lula ao senador na disputa pelo comando do Congresso por mais dois anos e, na primeira oportunidade depois disso, indicá-lo ao Supremo.

Pacheco é advogado, formado na Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais e possui um escritório em Belo Horizonte (MG).

Ainda que receba um eventual endosso de Lula, a recondução de Pacheco está longe de ser algo concreto. Isso porque, dos 27 senadores eleitos no domingo (2), pelo menos 14 foram apoiados diretamente por Bolsonaro, enquanto Lula só puxou oito. Vale lembrar que o PL, partido do atual presidente, terá a maior bancada, portanto, espera-se que a legenda tenha reivindicações por cargos na Mesa Diretora, incluindo a própria Presidência.

O fato é que pensar em vagas para o STF antes das eleições é olhar para um horizonte muito distante e, em razão disso, incalculável neste momento. A depender do resultado do segundo turno do pleito presidencial, marcado para 30 de outubro, tudo pode mudar.




Leia também:

Terra Brasil Notícias