Ministro do STJ nega suspensão de processo que condenou Cabral por uso de helicópteros

Ministro do STJ nega suspensão de processo que condenou Cabral por uso de helicópteros

O ministro Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou pedido liminar para suspender o processo em que o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, foi condenado por peculato devido ao uso abusivo de helicópteros do governo estadual para fins particulares.

O magistrado solicitou informações ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) para instruir o julgamento do mérito. De acordo com o STJ, nesse processo, o ex-governador foi condenado à pena de 11 anos e oito meses de reclusão e 58 dias-multa pela prática continuada do crime de peculato por, pelo menos, 2.281 vezes.

O TJRJ, ao confirmar a condenação, também impôs a obrigação de devolução de R$ 10 milhões aos cofres públicos.




Leia também:

Terra Brasil Notícias