‘É mentira, é falso’ que 33 milhões de pessoas passam fome, diz Paulo Guedes

‘É mentira, é falso’ que 33 milhões de pessoas passam fome, diz Paulo Guedes

Ministro citou programas de transferência de renda para embasar fala e disse que somente alta da inflação não justifica dados sobre insegurança alimentar

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou ser “mentira” o dado de que 33 milhões de pessoas estão em situação de fome no Brasil. De acordo com ele, essa é uma “narrativa política” para fazer “barulho”, apesar dos levantamentos que registram a situação de insegurança alimentar.

“A narrativa política é de barulho:’33 milhões de pessoas passando fome’… É mentira, é falso, não são esses os números”, disse Guedes na abertura de um congresso da Fenabrave, do setor de distribuição de veículos, em São Paulo, nesta quarta-feira (21).

Segundo o ministro, o governo tem prestado apoio à população vulnerável por meio de programas de transferência de renda e, por isso, somente a alta da inflação não seria suficiente para justificar os dados sobre fome. O governo editou, desde o início da pandemia de Covid-19, o Auxílio Emergencial e o Auxílio Brasil – este último está com valor mensal de R$ 600 até dezembro deste ano.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou ser “mentira” o dado de que 33 milhões de pessoas estão em situação de fome no Brasil. De acordo com ele, essa é uma “narrativa política” para fazer “barulho”, apesar dos levantamentos que registram a situação de insegurança alimentar.

“A narrativa política é de barulho:’33 milhões de pessoas passando fome’… É mentira, é falso, não são esses os números”, disse Guedes na abertura de um congresso da Fenabrave, do setor de distribuição de veículos, em São Paulo, nesta quarta-feira (21).

Segundo o ministro, o governo tem prestado apoio à população vulnerável por meio de programas de transferência de renda e, por isso, somente a alta da inflação não seria suficiente para justificar os dados sobre fome. O governo editou, desde o início da pandemia de Covid-19, o Auxílio Emergencial e o Auxílio Brasil – este último está com valor mensal de R$ 600 até dezembro deste ano.

Além desse levantamento, a Organização das Nações Unidas (ONU) informou que o Brasil voltou ao mapa da fome. Segundo a instituição, 61 milhões de brasileiros enfrentaram dificuldades para se alimentar entre 2019 e 2021, sendo que 15 milhões deles passaram fome. Entre 2014 e 2016, menos de 4 milhões brasileiros enfrentavam situação de insegurança alimentar grave.




Leia também:

Terra Brasil Notícias