Aluno que matou cadeirante na Bahia falava de massacres com invasor de escola no Espírito Santo

Aluno que matou cadeirante na Bahia falava de massacres com invasor de escola no Espírito Santo

Em um manifesto publicado no Twitter pelo adolescente de 14 anos que abriu fogo contra estudantes da Escola Eurides Sant’anna, em Barreiras (BA), o jovem declarou que mantinha contato com Henrique Lira Trad, preso em agosto deste ano após invadir uma escola em Vitória, no Espírito Santo, com faca, arco, flechas, bombas de fabricação caseira e um coquetel molotov.

De acordo com um trecho, escrito no documento pelo atirador da Bahia, ele e Henrique conheceram-se em um grupo on-line e identificaram-se por terem “tendências iguais”.

“Tamanha era nossa sincronia que pessoas da mesma comunidade ao qual pertencíamos diziam que eu tinha 70% da personalidade dele [Henrique]”, escreveu o menino, que garantiu, ainda, que ambos planejavam a mesma coisa.

Atualmente o perfil do adolescente no Twitter está suspenso por violar regras da empresa.



Leia também:

Terra Brasil Notícias