Na Antártica, as camadas de gelo marinho têm redução recorde no mês de julho

Na Antártica, as camadas de gelo marinho têm redução recorde no mês de julho

O serviço de monitoramento europeu Copernicus informou nesta terça-feira (9) que a camada de gelo sob as águas da Antártica foi reduzida. O mês de julho teve um dos piores níveis detectados em 44 anos de registros via satélite.

O gelo polar antártico mediu 15,3 milhões de quilômetros quadrados em julho, ou seja, 1,1 milhão de quilômetros quadrados a menos que a média do mesmo mês durante o período de 1991 até 2020, uma diminuição de 7%.

Os cientistas utilizam desde 1979 medições de satélite para estudar com precisão a evolução das calotas polares no Ártico e na Antártica.

A camada de gelo flutua na superfície do mar, não incluindo a cobertura da parte terrestre do polo.

Fonte: R7




Leia também:

Terra Brasil Notícias