Mesmo chutado pelo PT, Molon defende Lula: ‘É meu candidato e farei campanha’

Mesmo chutado pelo PT, Molon defende Lula: ‘É meu candidato e farei campanha’

O diretório do PT ameaçou retirar apoio à candidatura de Marcelo Freixo ao governo, caso Molon não desistisse do Senado. Deputado negou acordo

O deputado federal e candidato ao Senado pelo Rio de Janeiro, Alessandro Molon (PSB-RJ), afirmou que mesmo sem apoio do Partido dos Trabalhadores (PT), ele fará campanha para o ex-presidiário  Luiz Inácio Lula da Silva (PT), candidato ao Planalto.

A declaração foi dada durante entrevista ao UOL. Para Molon, independentemente de ter apoio de Lula ou do PT, a decisão está tomada.

“Independentemente de termos conseguido construir uma unidade na disputa pelo Senado ou não, meu candidato é o presidente Lula. Ele, em vez de ter um candidato ao Senado fazendo a campanha dele, terá dois. Eu farei campanha para o presidente Lula e isso não enfraquece o presidente Lula, pelo contrário. Ele não terá um único candidato ao Senado defendendo o nome dele. (…) independentemente de qualquer apoio do PT ou do apoio dele, eu vou fazer a campanha dele porque entendo que é decisivo derrotar Bolsonaro”, afirmou.




Leia também:

Terra Brasil Notícias