Jornal afirma que advogado de Trump disse que material sigiloso havia sido devolvido

Jornal afirma que advogado de Trump disse que material sigiloso havia sido devolvido

Um advogado do ex-presidente dos Estados UnidosDonald Trump, assinou, em junho, um documento em que havia dito que todo o material sigiloso mantido em caixas na residência de Trump em Mar-a-Lago, na Flórida, havia sido devolvido ao governo, segundo informou o jornal New York Times neste sábado (13). 

A declaração foi assinada após a visita de Jay Bratt, autoridade de segurança nacional de alto escalão do Departamento de Justiça dos EUA, ao resort de Trump no Sul da Flórida em 3 de junho. Na ocasião, Bratt teria se encontrado com dois advogados de Trump para tratar sobre informações confidenciais. A informação é do RedeTV! Notícias.

O ex-presidente dos EUA é alvo de investigação federal por suspeitas de possíveis violações da Lei de Espionagem, que torna ilegal espionar para outro país ou usar informações de defesa dos Estados Unidos de maneira inadequada, além de compartilhá-las com pessoas não autorizadas, de acordo mandado de busca divulgado nesta sexta-feira (13).

Agentes da FBI revistaram a residência de Trump nesta semana e encontram documentos classificados como confidenciais e ultrassecretos.

Durante a operação, 20 caixas de documentos, fotos e outros itens foram levados, entre eles, um material sobre Emmanuel Macron.




Leia também:

Terra Brasil Notícias