DETIDO: Em Londres, Homem acusado de terrorismo e ligação com o Estado Islâmico é preso

DETIDO: Em Londres, Homem acusado de terrorismo e ligação com o Estado Islâmico é preso

Um homem supostamente ligado a uma célula do Estado Islâmico (ISIS), conhecida como “os Beatles”, foi acusado de vários crimes de terrorismo pela Polícia Metropolitana de Londres.

Na noite de quarta-feira, (10), Aine Leslie Davis, de 38 anos, foi detido no aeroporto de Luton depois de chegar ao Reino Unido em um voo da Turquia.

Ele foi levado para uma delegacia de polícia no sul de Londres, disse o Met em comunicado.

Davis compareceu nesta quinta-feira, (11), no Tribunal de Magistrados de Westminster, em Londres, onde foi mantido sob custódia. Ele não entrou com um apelo.

Um porta-voz da Divisão de Crimes Especiais e Contra-Terrorismo do Crown Prosecution Service disse que “autorizou a Polícia Metropolitana a acusar Aine Leslie Junior Davis por crimes de terrorismo em 2014 e depois de ser deportada para a Inglaterra pelas autoridades turcas”, segundo a PA Media.

O porta-voz acrescentou que Davis foi acusado de crimes de terrorismo e posse de arma de fogo para fins relacionados ao terrorismo.

Davis foi acusado de ter feito parte da célula “Beatles” em seu julgamento na Turquia em 2017.

O grupo, que recebeu esse nome por causa do sotaque inglês dos membros, alcançou notoriedade por seus vídeos brutais de decapitação de reféns.

Ele negou ser parte do ISIS durante o julgamento. “Eu não sou o ISIS. Fui para a Síria porque havia opressão no meu país”, disse Davis ao tribunal em 2017.

O líder da célula, Mohammed Emwazi, amplamente conhecido como Jihadi John, fazia esses vídeos, muitas vezes entregando uma mensagem aos líderes ocidentais, antes de assassinar suas vítimas. Ele foi morto em um ataque de drone em 2015.




Leia também:

Terra Brasil Notícias