Defesa chega ao TSE para inspecionar código-fonte de urnas eletrônicas

Defesa chega ao TSE para inspecionar código-fonte de urnas eletrônicas

Representantes do Ministério da Defesa chegaram à sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por volta das 10h desta quarta-feira (3/8), para dar início ao processo de inspeção do código-fonte das urnas eletrônicas.

O procedimento foi marcado após ofício ser enviado pela pasta nessa terça-feira (2/8), solicitando acesso “urgentíssimo”.

Segundo o TSE, o período da manhã está reservado para reuniões com técnicos do órgão. A inspeção dos códigos será após os debates. Representantes da pasta têm até as 18h para concluir o procedimento.

O acesso aos códigos-fonte do sistema de votação foi aberto em outubro de 2021 para todas as entidades cadastradas para auditoria. As Forças Armadas, compreendidas pelo Ministério da Defesa, estão entre elas.

Com o acesso ao código-fonte, que é um conjunto de comandos escritos em linguagem de programação que compõem um software, o ministério pode testar a tecnologia, achar possíveis falhas e sugerir correções, por exemplo. A intenção é checar a confiabilidade do sistema eleitoral.

Desde outubro de 2021, veja as entidades que estiveram presentes no TSE e tiveram acesso à inspeção do código-fonte :

• 30/11/2021 – Partido Verde (PV)
• 09/12/2021 – Partido Liberal (PL)
• 17 a 21/01/2022 – Controladoria-Geral da União (CGU)
• 21 a 23/02/2022 – Ministério Público Federal (MPF)
• 21 a 23/03/2022 – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
• 26 a 28/04/2022 – Senado Federal
• 02 a 05/08/2022 – Partido Trabalhista Brasileiro (PTB)
• 22 a 26/08/2022 – Polícia Federal (a realizar) – inspeção prevista




Leia também:

Terra Brasil Notícias