Trump aparece à frente de Biden em cenário para eleição de 2024

Trump aparece à frente de Biden em cenário para eleição de 2024

Uma pesquisa do Emerson College nos Estados Unidos mostra o ex-presidente Donald Trump a frente do atual presidente norte-americano, Joe Biden, em um hipotético confronto presidencial em 2024. Dos entrevistados, 44% disseram votar no republicano, 39% no atual chefe de Estado e 12% em outro candidato.

O apoio a Trump permanece no mesmo nível desde a pesquisa anterior, realizada em maio. No entanto, as intenções de votos para Biden caíram. Antes, 42% dos eleitores disseram que votariam no atual presidente norte-americano.

Biden manifestou que pretende buscar o 2º mandato da Casa Branca. Contudo, o partido Democrata repensa se o presidente deve disputar a eleição de 2024. Desde setembro de 2021, a desaprovação do governo Biden supera a aprovação.

Segundo uma pesquisa da Harvard CAPS-Harris Poll, obtida com exclusividade pelo jornal digital The Hill, a aprovação do governo Biden é de 38%.

A pesquisa também mostra que 71% dos entrevistados acreditam que o chefe de Estado norte-americano não deveria concorrer a um 2º mandato em 2024, com 45% afirmando que Biden é um mau presidente.

Para ⅓ dos entrevistados, Biden é velho demais para concorrer ao cargo novamente e ¼ disseram ser “hora de mudar”.

Ao The Hill, o codiretor da pesquisa, Mark Penn, afirmou que apenas 30% dos democratas votariam em Biden em uma primária presidencial do partido.

“O presidente Biden pode querer concorrer novamente, mas os eleitores dizem ‘não’ à ideia de um 2º mandato, criticam o trabalho que ele faz como presidente”, disse.

Democratas perdem mais de 1 milhão de eleitores para os republicanos, divulga AP

Mais de um milhão de eleitores democratas mudaram suas filiações para o Partido Republicano em 2021, de acordo com dados divulgados pela Associated Press (AP) na última segunda-feira (27).

Segundo a AP, 1,7 milhão de eleitores mudaram de filiação partidária no ano passado. Destes, mais de 1 milhão se tornou republicano. Cerca de 630 mil, democratas.

“É mais uma rejeição da esquerda do que abraçar a direita”, disse Ben Smith, entrevistado pela agência. Smith declarou que sua mudança se deve ao fato de que os democratas adotaram mandatos de vacina contra a Covid contra sua vontade, além de não terem tido a capacidade de conter o aumento de crimes violentos no país.

A mudança para o Partido Republicano, de acordo com a AP, está ocorrendo em todas as partes dos Estados Unidos, tanto em estados democratas quanto republicanos. O fenômeno foi registrado desde que o atual presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, derrotou o ex-presidente Donald Trump nas eleições realizadas no final de 2020.

Os dados mostram, entretanto, que a mudança é mais profunda nos subúrbios americanos, onde os eleitores indecisos que se voltaram contra o Partido Republicano de Trump nos últimos anos estão voltando atrás.

Com informações do Poder 360 e Revista Oeste.




Leia também:

Terra Brasil Notícias