Pílula antirressaca promete reduzir efeitos do álcool por até 12 horas

Pílula antirressaca promete reduzir efeitos do álcool por até 12 horas

Remédio Myrkl começou a ser vendido no Reino Unido nesta segunda-feira, 4

Dor de cabeça, enjoo e mal-estar geral são agora problemas do passado. Desde segunda-feira 4, os amantes de bebidas alcoólicas do Reino Unido podem comprar o remédio Myrkl, que promete diminuir em até 70% os sintomas da ressaca.

Desenvolvido pela empresa farmacêutica de Faire Medical, em parceira com o Instituto de Ciência e Saúde Pfützner, da Alemanha, o Myrkl funciona por até 12 horas no organismo dos usuários. A indicação é que dois comprimidos sejam ingeridos ao menos duas horas antes de começar a beber.

“O objetivo é ajudar todos a acordarem no dia seguinte na sua melhor versão”, afirmou a empresa, no próprio site. O efeito do remédio começa a partir do momento que é ingerido. Já nos primeiros 30 minutos depois do consumo de bebida alcoólica, o medicamento reduz em 50% a concentração de álcool no sangue.

Estudos promovidos pela fabricante mostram que pessoas que beberam duas taças de vinho e tomaram duas pílulas de Myrkl apresentaram 70% menos álcool no sangue, em comparação com outras que não tomaram os comprimidos.


“Beber socialmente faz parte da cultura britânica. A maioria dos cidadãos costuma sair todas as semanas para desfrutar de algumas bebidas juntos”, afirmou Håkan Magnusson, diretor-executivo da Myrkl. “O propósito é ajudar esses amantes de bebidas, sejam eles trabalhadores, pais, jovens, sejam idosos que desejam manter uma vida social ativa.”

O medicamento está disponível para compra no site da marca. Uma caixa com 30 cápsulas custa £ 30 (aproximadamente R$ 192). Por enquanto, a pílula não será vendida em lojas físicas.

Como funciona

Desenvolvido originalmente na década de 1990, a composição do Myrkl foi aprimorada por mais de 30 anos até o seu lançamento oficial. Além de combater os sintomas da ressaca, o medicamento promete aumentar a energia e a imunidade dos usuários.

A pílula funciona ao encurtar o caminho que o álcool percorre no organismo. O normal é que a bebida alcoólica seja decomposta no fígado, órgão que produz o solvente ácido acético, que contribui para gerar a ressaca. De acordo com os pesquisadores, ao invés do fígado, o Myrkl irá decompor o álcool no intestino.

O remédio possui bactérias Bacillus coagulansBacillus subtilis e aminoácido L-Cisteína, que reduzem o álcool em água e dióxido de carbono. Além disso, a composição conta ainda com vitamina B12, para garantir que os consumidores fiquem sem a dor de cabeça incômoda.

“Estamos realmente convencidos de que Myrkl é um produto revolucionário”, disse o diretor Håkan Magnusson.




Leia também:

Terra Brasil Notícias