Mulher detida após comentários racistas contra filhos de Gio Ewbank é solta

Mulher detida após comentários racistas contra filhos de Gio Ewbank é solta

A mulher que foi detida por comentários racistas aos filhos dos atores Giovana Ewbank e Bruno Gagliasso já foi liberada pela polícia. Segundo informações do jornal português Público, a mulher estava alcoolizada quando aconteceu o episódio.

Um vídeo registrou o momento em que a mulher é conduzida por guardas até a saída do restaurante.

Em outro vídeo, que circula nas redes sociais, é possível ver a atriz partindo para cima de uma mulher e ouvi-la chamando de “racista nojenta”. Segundo a coluna Léo Dias, pessoas que estavam no local falaram que a mulher disse, se referindo aos filhos de Ewbank, para “tirar aqueles pretos imundos dali”. Bruno presenciou tudo. A informação é do Correio 24h.

“Racista nojenta [..] Eu tenho pena de você, porque você não é amada. Você uma nojenta. Você merece um soco, uma porrada na sua cara”, diz a atriz, enquanto é contida por um rapaz. Bruno Gagliasso aparece ao lado da esposa sem interferir.

Em nota, a agência de relações públicas, que representa o casal, confirmou que Titi e Bless foram vítimas de racismo. 

“Uma mulher branca, que passava na frente do restaurante, xingou, deliberadamente, não só Títi e Bless, mas também a uma família de turistas Angolanos que estavam no local – cerca de 15 pessoas negras. A criminosa pedia que eles saíssem do restaurante e voltassem para a África, entre outras absurdos proferidos às crianças, tais quais “pretos imundos””, diz o texto. A assessoria dos artistas confirmou que  eles vão prestar uma queixa formal contra a mulher.




Leia também:

Terra Brasil Notícias