Vazamento de gás pode ter matado 21 jovens em taverna na África do Sul, diz fonte 

Vazamento de gás pode ter matado 21 jovens em taverna na África do Sul, diz fonte 

Equipe forense envolvida na investigação se pronunciará somente após divulgação de relatório final

Vinte e um jovens encontrados mortos em uma taverna na costa leste da África do Sul no fim de semana podem ter morrido envenenados por um vazamento de gás, disse uma fonte próxima à investigação nesta quarta-feira (29).

A morte dos jovens em uma casa noturna popular fora da cidade de East London desencadeou uma onda de tristeza em uma comunidade pobre, enquanto alguns parentes das vítimas expressaram raiva por semanas de pedidos para fechar a taverna não terem sido atendidos.

Todos eram adolescentes, sendo a mais nova uma menina de 13 anos. Houve também vários sobreviventes, alguns dos quais foram levados para o hospital e outros ilesos.

Um porta-voz da equipe forense se recusou a comentar sobre qualquer aspecto da investigação até que o relatório final seja divulgado.

O governo provincial de Eastern Cape disse em um comunicado que “autópsias foram realizadas nos 21 jovens falecidos e amostras foram enviadas para um laboratório (…) para investigação”.

O incidente ainda está envolto em mistério. Os investigadores estão vasculhando o local em busca de pistas sobre como exatamente os jovens morreram. As autoridades já haviam descartado uma debandada, dizendo que eles provavelmente foram acidentalmente envenenados por algo que comeram, beberam ou fumaram.

No entanto, a fonte, que não quis ser identificada porque não estava autorizada a falar com a mídia, disse à Reuters por telefone que os investigadores estavam trabalhando na teoria de que os jovens foram envenenados por gás em uma sala do térreo que era mal ventilada.

Ele disse que os testes estão em andamento para determinar se as mortes foram por envenenamento por monóxido de carbono, possivelmente pela queima de gás propano ou outro produto de petróleo dentro do pub.

Havia um estranho cheiro químico saindo dos corpos quando eles foram dissecados, disse a fonte, mas não estava claro qual era o produto químico. A polícia estava examinando todos os aparelhos no local, acrescentou.

O departamento de saúde do Cabo Oriental foi citado na mídia local na terça-feira dizendo que algumas das vítimas internadas no hospital se queixaram de sintomas como dores no peito e nas costas.

As emissoras de TV mostraram um punhado de moradores revoltados do bairro Scenery Park, onde ocorreram as mortes, protestando do lado de fora da taverna, que teve sua licença cassada na segunda-feira.




Leia também:

Terra Brasil Notícias