Líderes do G7 se reúnem na Alemanha e mostram união contra Rússia

Líderes do G7 se reúnem na Alemanha e mostram união contra Rússia

Foto: Phil Noble/Reuters

A Cúpula do G7, que reúne os líderes das 7 maiores economias do mundo, é realizada neste domingo (26.jun.2022) em Schloss Elmau, na região da Baviera, na Alemanha. Entre os principais assuntos a serem debatidos no evento estão mudanças climáticas e novas sanções contra a Rússia por causa da guerra na Ucrânia. O conflito provocou escassez de alimentos e crise energética globais.

O 1º dia da Cúpula contará com conversas bilaterais entre o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, e o presidente dos EUA, Joe Biden. Eles também abordarão questões relacionadas à guerra na Ucrânia, que serão posteriormente debatidas na reunião do grupo, além de pontos a serem discutidos na cúpula da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), que será realizada nos dias 28 e 29 de junho em Madri (Espanha).

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, participará do evento virtualmente. Espera-se que ele peça mais sanções e assistência militar ao seu país.

CLIMA

Os integrantes do G7 devem discutir a criação de um “grupo climático” para coordenar ações de redução das emissões de gás carbônico.

O compromisso climático está sendo desafiado pela tentativa de independência do gás natural russo. Recentemente, a Alemanha e o Reino Unido anunciaram que vão aumentar a queima de carvão mineral para preservar as suas reservas de gás usadas para aquecimento no inverno.

OURO

Canadá, Estados Unidos, Japão e Reino Unido vão proibir importações de ouro da Rússia. A informação foi divulgada pelo governo britânico neste domingo (26.jun), horas antes do início da cúpula.

O comunicado diz que a proibição “entrará em vigor em breve”. Afirma que a medida será aplicada ao ouro recém-extraído ou refinado, e não afeta o metal importado antes da proibição entrar em vigor.

As exportações de ouro tiveram um impacto de cerca de US$ 15,45 bilhões na economia russa em 2021. Segundo o governo britânico, oligarcas do país liderado pelo presidente Vladimir Putin compraram barras de ouro para reduzir o impacto financeiro das sanções econômicas.

BOMBARDEIOS A KIEV

Paralelamente à reunião do G7, a Rússia voltou a bombardear a capital ucraniana. A ofensiva vem 1 dia depois da tomada de Severodonetsk, cidade-chave no leste.

A vida estava voltando ao normal em Kiev desde que a resistência ucraniana impediu os avanços russos na fase inicial da guerra, mesmo que as sirenes de ataque aéreo soassem regularmente na cidade.

Na manhã deste domingo (26.jun), no entanto, autoridades ucranianas informaram que 1 prédio de 9 andares pegou fogo depois de ser bombardeado. O prefeito de Kiev, Vitali Klitschko, disse no Telegram que há pessoas sob os escombros e que muitas foram hospitalizadas.

Poder 360




Leia também:

Terra Brasil Notícias