Morreu mas passa bem: Homem dado como morto por hospital chega vivo à funerária

Morreu mas passa bem: Homem dado como morto por hospital chega vivo à funerária

Um homem de 62 anos foi dado como morto em um hospital de Uruaçu (GO), ele chegou a ser encaminhado para uma casa funerária, mas foi encontrado vivo após passar cinco horas dentro de um saco para remoção de cadáveres.

O caso foi registrado entre a noite de ontem e a madrugada de hoje. À TV Anhanguera, afiliada da Rede Globo em Goiás, familiares de José Ribeiro da Silva afirmaram que por volta das 20h foram informados pelo Hospital Estadual de Uruaçu sobre a morte do homem.

Ele foi encaminhado para uma casa funerária do município de Rialma, a 100 quilômetros do hospital. Quando o corpo chegou ao local, por volta de 1h de hoje, agentes funerários perceberam que o homem estava respirando com dificuldade e de olhos abertos dentro do saco.

Eles ligaram para o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e o homem foi encaminhado para um hospital do município, onde continua internado.

José Ribeiro estava internado desde o começo do ano no hospital estadual tratando um câncer na língua. Ele estava respirando por meio de uma traqueostomia quando teve a morte constatada.

A família dele chegou a receber um atestado de óbito informando que o câncer foi o responsável pela morte do homem.

UOL entrou em contato com a funerária na qual o caso foi registrado, mas, apesar de confirmar o ocorrido, os funcionários informaram que não estavam autorizados a repassar informações sobre o fato.

Em nota, a Secretaria de Saúde de Goiás afirmou que o médico responsável pela constatação do óbito foi imediatamente afastado. O órgão lamentou o ocorrido e disse, ainda, que enviou o diretor técnico do hospital até o município de Rialma para prestar assistência aos familiares da vítima.

Ao UOL, a Polícia Civil de Goiás confirmou que um boletim de ocorrência foi registrado. O caso é investigado pela Delegacia de Polícia de Uruaçu.



Leia também:

Terra Brasil Notícias