Em caso parecido com o acontecido no Brasil, adolescente pode pegar prisão perpétua por matar 4 pessoas nos EUA

Em caso parecido com o acontecido no Brasil, adolescente pode pegar prisão perpétua por matar 4 pessoas nos EUA

Foto: AFP.

Um adolescente de 16 anos se declarou culpado nesta segunda-feira de atirar em quatro estudantes em sua escola em Michigan, no Norte dos EUA, um caso em que seus pais são acusados ​​de negligência. Ethan Crumbley tinha 15 anos na época do ataque, em 30 de novembro de 2021, mas é acusado como adulto e pode pegar prisão perpétua.

— É sua escolha se declarar culpado? — perguntou o juiz do condado de Oakland, Kwame Rowe.

— Sim, senhor — respondeu o adolescente, vestido com o macacão laranja da prisão, óculos e máscara.

Crumbley reconheceu que ele levou uma pistola Sig Sauer carregada com 50 balas para a escola Oxford High School, no Norte de Detroit, tirou a arma de sua mochila e abriu fogo contra seus colegas de classe.

Quatro estudantes entre 14 e 17 anos foram mortos e outros seis e um professor ficaram feridos. Crumbley é acusado de assassinato e terrorismo.

— Não temos conhecimento de nenhum outro caso em qualquer lugar do país em que o autor de uma chacina tenha sido condenado por terrorismo sob acusações estaduais — disse a promotora do condado de Oakland, Karen McDonald. — Ninguém jamais foi condenado por acusações semelhantes nessas circunstâncias, um ato de violência direcionada como esse.

Durante a audiência de meia hora no tribunal, o adolescente disse que deu ao pai o dinheiro para comprar a arma usada no ataque.

Seus pais, James e Jennifer Crumbley, são acusados ​​de homicídio culposo por fornecer a arma ao filho e ignorar os sinais de que ele poderia agir. James supostamente comprou a arma para Ethan durante uma promoção na Black Friday e sua esposa levou o jovem para um campo de tiro poucos dias antes do ataque.

Ambos foram presos em dezembro passado após tentarem fugir da polícia. O julgamento dos dois deveria começar em outubro, mas foi adiado e ainda não tem nova data definida.

A lei de Michigan permite que seja aplicada pena por homicídio culposo caso os promotores do caso identifiquem que houve contribuição de terceiros para que o crime acontecesse. Caso sejam condenados, os pais do jovem podem pegar até 15 anos de prisão.

Créditos: Jornal O Globo.



Leia também:

Terra Brasil Notícias