AGORA: Rogério Marinho é o candidato do PL à presidência do Senado

AGORA: Rogério Marinho é o candidato do PL à presidência do Senado

Parlamentar terá a missão de pautar eventuais pedidos de impeachment dos ministros do STF

Foto: Marcos Corrêa/Presidência 

O senador eleito Rogério Marinho (PL-RN) é o nome escolhido pelo Partido Liberal para disputar a presidência do Senado em 2023. O parlamentar terá a missão de representar a maioria conservadora no Congresso, eleita com o apoio do presidente Jair Bolsonaro.

Pautar eventuais pedidos de impeachmentdos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) é uma das bandeiras que deve movimentar a disputa pelo Senado. E Marinho tem as qualidades necessárias para lidar com os avanços da Suprema Corte, segundo o PL.

A informação foi confirmada pelo senador eleito Jorge Seif (PL-SC) nesta segunda-feira, 28, em entrevista ao programa Oeste Sem Filtro, exibido diariamente no canal do YouTube da Revista Oeste. “Dentro do partido, temos praticamente uma unanimidade”, disse o ex-secretário da Aquicultura, Pecuária e Abastecimento, ao explicar que a decisão deve ser sacramentada em breve. “É uma pessoa pública de respeito, liderou a reforma da Previdência e venceu as eleições em um Estado que é extremamente de esquerda.”

Ex-secretário especial da Previdência de 2019 a 2020 e ministro do Desenvolvimento Regional entre 2020 e 2022, Marinho foi um dos principais responsáveis pela aprovação da reforma trabalhista, em 2017, durante o governo de Michel Temer (MDB). Na época, o avanço da reforma surpreendeu até mesmo os governistas. Ele também teve papel fundamental na aprovação da reforma da Previdência, em 2019. “O texto não seria aprovado se não fosse Marinho”, reconheceu o ministro da Economia, Paulo Guedes, em coletiva de imprensa realizada naquele ano.



Leia também:

Terra Brasil Notícias