Leilão da Receita traz iPhone a partir de R$500; veja como participar

Leilão da Receita traz iPhone a partir de R$500; veja como participar

A Receita Federal está realizando leilões de mercadorias apreendidas ou abandonadas com preço bem abaixo do mercado. Estão disponíveis modelos de iPhones por lances a partir de R$ 500, assim como fones de ouvido sem fio da Xiaomi, os Redmi Airdots 2 e até o robô aspirador, o Mi Robot Vacuum-Mop.

Na faixa dos R$ 500, é possível encontrar o iPhone 8, no modelo de 64 GB de armazenamento. Já o iPhone XR, também com 64 GB, aparece com R$ 930 por lance. E o iPhone 11 Pro Max, de 256 GB, figura por valor mínimo de R$ 1.800.

Alguns arremates funcionam apenas em volume alto, na faixa de R$ 20.000. Os fones da Xiaomi, por exemplo, pode ser adquiridos em um pacote que soma dezenas de dispositivos. Na mesma lista estão também celulares da companhia, smartwatches, controles de Playstation sem fio e até caixas de som acústicas, com valor total de R$ 41.500.

Os arremates acontecem por meio do Sistema de Leilão Eletrônico e os lances podem ser feitos até dia 22 de agosto, às 21h.

Depois de enviar a proposta, é necessário aguardar a chamada para o leilão, que se inicia no dia seguinte (23 de agosto) às 10h, no mesmo fuso horário.

Leilão inclui perfumes e até carros

As mercadorias em licitação contam em 322 lotes, descritos e avaliados por valor mínimo pela Receita Federal. E por lá, aparece de tudo um pouco. Além dos dispositivos eletrônicos, são ofertados veículos, como carros e caminhões, caixas de perfumes e até mesmo de bebidas alcoólicas.

Eles estão disponíveis para avaliação em Cuiabá-MT (lotes 01 a 30), Ponta Porã-MS (31 a 125), Campo Grande-MS (126 a 185), Palmas-TO (186 a 210), Mundo Novo-MS (211 a 237), Corumbá-MS – (238 a 258) e Goiânia-GO – (259 a 322).

Como participar do leilão

O Leilão está disponível para pessoas físicas e jurídicas, maiores de 18 anos ou emancipadas. Para participar é necessário acessar o Sistema de Leilão Eletrônico por meio de acesso ao Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC) e ir na opção de atendimento “Sistema de Leilão Eletrônico“. Em seguida, basta selecionar o Edital de Leilão e acionar a opção “Incluir Proposta” no produto.

No dia da realização do Leilão, será feita a análise cadastral dos participantes para verificar se a pessoa pode efetivamente participar dos arremates. Para entender um pouco mais, saiba que o sistema vai rankear as propostas classificadas em ordem decrescente de valor, para cada lote.

Será declarado vencedor do lote o participante que tiver apresentado a única proposta classificada. Caso mais de uma pessoa dispute o produto, o leilão prosseguirá, em cada lote, com lances sucessivos ofertados por aqueles que apresentarem a melhor proposta. Cada lance extra precisa ter, no mínimo, 10% a mais da proposta anterior.

Quem arrematar o produto precisa pagar integralmente — conforme as condições combinadas na proposta — até o primeiro dia útil após a data de transferência do bem para o nome do comprador. Não são cobrados tributos federais sobre o valor de arrematação das mercadorias.




Leia também:

Terra Brasil Notícias