Aras afirma que ‘quem ganhar a eleição vai tomar posse’

Aras afirma que ‘quem ganhar a eleição vai tomar posse’

O procurador-geral da República, Augusto Aras, afirmou que o candidato ao Palácio do Planalto que ganhar as eleições deste ano será empossado em 1º de janeiro.

“Simplesmente a institucionalidade de 1º de janeiro é aquela própria de quem ganhou a eleição. Quem ganhou a eleição vai tomar posse. É o que nós esperamos”, disse Aras.

A declaração foi dada pelo titular durante videoconferência com correspondentes da imprensa estrangeira no Brasil ocorrida em 9 de agosto e publicada nesta segunda-feira (15) em seu canal no YouTube.

Os principais candidatos são Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), primeiro e segundo lugar nas pesquisas eleitorais. O atual chefe do Executivo, que busca a reeleição, tem criticado o sistema eleitoral, defendido apuração paralela feita por militares e atacado a segurança das urnas eletrônicas.

“Não nos preocupa o que vai acontecer, porque as instituições brasileiras estão todas comprometidas com o processo democrático, zelosas da responsabilidade com o país, e de maneira que não me preocupa, neste momento, nenhuma medida judicial, porque essa é uma questão de legitimidade material”, afirmou o procurador-geral.

Aras rechaçou qualquer possibilidade de golpe por parte de Bolsonaro. “E nem quero crer que, após 1º de janeiro, se o presidente não lograr êxito da reeleição, nem ele permaneça no Palácio do Planalto ou Palácio da Alvorada, porque isso seria uma afronta à democracia”, completou.




Leia também:

Terra Brasil Notícias