Putin promete mísseis nucleares para Belarus se opor ao ‘Ocidente agressivo’

Putin promete mísseis nucleares para Belarus se opor ao ‘Ocidente agressivo’

Presidente vizinho pediu ajuda para montar ‘resposta simétrica’ à Otan.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou no sábado (25) ao governo de Belarus que fornecerá sistemas de mísseis capazes de transportar armas nucleares. A informação é do Ministério das Relações Exteriores russo.

Em uma reunião em São Petersburgo, o líder de Belarus, Alexander Lukashenko, expressou preocupação com as políticas “agressivas”, “confrontativas” e “repulsivas” de seus vizinhos ocidentais Lituânia e Polônia.

Ele pediu a Putin que o ajude a montar uma “resposta simétrica” ao que disse serem voos com armas nucleares da aliança da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), que é liderada pelos Estados Unidos.

Em resposta, o mandatário russo avaliou não ser necessário uma resposta simétrica, mas que os jatos Su-25, fabricados na Rússia e de propriedade de Belarus, poderiam ser atualizados em fábricas russas.

“Vamos transferir os sistemas de mísseis táticos Iskander-M para Belarus, que podem usar tanto mísseis balísticos e de cruzeiro, tanto em versões convencionais quanto nucleares”, declarou Putin em um resumo divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores.

O Iskander-M, um sistema móvel de mísseis guiados com o codinome SS-26 Stone pela Otan, substituiu o Scud soviético. Seus dois mísseis guiados têm alcance de até 500 km (300 milhas) e podem transportar ogivas convencionais ou nucleares.




Leia também:

Terra Brasil Notícias