Torcedor invade campo com bandeira LGBTQIA+ durante jogo da Copa do Catar e pode pegar pena altíssima

Torcedor invade campo com bandeira LGBTQIA+ durante jogo da Copa do Catar e pode pegar pena altíssima

Homem, ainda não identificado, foge de seguranças enquanto carrega bandeira da causa LGBTQIA+ durante jogo entre Portugal e Uruguai pela 2ª rodada da fase de grupos 

Photo by MANAN VATSYAYANA / AFP) – (crédito: AFP)

Um torcedor, ainda não identificado, entrou em campo durante o primeiro tempo do jogo entre Portugal e Uruguai, pela Copa do Mundo do Catar 2022, segurando uma bandeira em apoio à causa LGBTQIA+, com as cores do arco-íris. Rapidamente, seguranças da organização contiveram o homem no gramado, que derrubou a bandeira no gramado. O objeto foi recolhido pelos funcionários do estádio.

De acordo com as regras do Catar, é proibido fazer manifestações que instiguem ou induzam apoio aos direitos do grupo social. Segundo o Código Penal do Catar, a pena para este crime é de até 10 anos de prisão.

Nas cotas da camisa azul do rapaz, tinha a frase “respeito pelas mulheres iranianas”. Na parte da frente, estava escrita a frase “salvem a Ucrânia”. 
O Código Penal do país sede da Copa também considera crime a prática da homossexualidade, com pena de oito anos de prisão ou até mesmo a morte, conforme a sharia, base de princípios islâmicos considerados como legislação do país. Entretanto, a norma não menciona o ato entre mulheres.

Correio Brasiliense



Leia também:

Terra Brasil Notícias