Homem preso sob acusação de xingar Lula de ladrão disse que nem o viu e aponta abuso de autoridade

Homem preso sob acusação de xingar Lula de ladrão disse que nem o viu e aponta abuso de autoridade

Morador de Montes Claros, diz que nem viu Lula e aponta abuso de autoridade por delegado da PF responsável pela segurança do ex-presidente

O homem de 50 anos que foi preso pela equipe da Polícia Federal que atua na segurança do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), sob acusação de xingar o petista de “ladrão”, nega veementemente que tenha feito qualquer ofensa e garante que não chegou a ver o candidato à Presidência da República.

O caso aconteceu na quinta-feira (15/9), em Montes Claros, no Norte de Minas, onde Lula fez um comício.

Na eleição de 2018, Montes Claros (414,3 mil habitantes) ganhou destaque na midia nacional pelo fato de ser a terra natal de Adélio Bispo, que esfaqueou o então candidato a presidente Jair Bolsonaro (então, filiado no PSL e hoje no PL) em um ato de campanha em Juiz de Fora (Zona da Mata). Na atual campanha eleitoral, a cidade-polo do Norte de Minas, voltou a ter notoriedade na imprensa e postagens nas redes sociais em todo o país por causa do episódio envolvendo o petista.

Estado de Minas



Leia também:

Terra Brasil Notícias