URGENTE: STF devolve comando do PROS a ala pró-Lula, e Marçal pode não ser candidato

URGENTE: STF devolve comando do PROS a ala pró-Lula, e Marçal pode não ser candidato

Partido tem convenção marcada para as 17h sob o comando da ala que fechou apoio ao petista ainda no primeiro turno

Horas antes do horário marcado para a convenção nacional do PROS nesta sexta-feira (5), o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF) devolveu o comando da legenda a Eurípedes Júnior, fundador da sigla e que fechou apoio para apoiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Com isso, a candidatura de Pablo Marçal, homologada por outra ala da legenda, seria retirada.

A batalha judicial tem rendido várias reviravoltas ao longo dos últimos dias. No domingo (31), o ministro Jorge Mussi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou que Eurípedes Júnior retomasse o comando da legenda.

Com isso, na tarde de quarta-feira (3), Eurípedes se reuniu com representantes da campanha de Lula e Geraldo Alckmin (PSB) e anunciou o apoio.

Contudo, na quarta-feira (3), o ministro Antonio Carlos Ferreira, anulou a decisão, devolvendo Marcus Holanda à presidência da legenda. Holanda é da ala pró-Marçal. A decisão de Lewandowski, portanto, devolve o PROS ao status de domingo.

Pablo Marçal já avisou que não desistirá de levar adiante sua candidatura. Seus aliados consideram que a convenção desta sexta-feira (5) seria ilegal pelo fato de a convocação não respeitar prazos do estatuto do partido.




Leia também:

Terra Brasil Notícias