STF arquiva apuração sobre ministro da CGU aberta com base na CPI da Covid

STF arquiva apuração sobre ministro da CGU aberta com base na CPI da Covid

Na última segunda-feira, o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o arquivamento de uma apuração preliminar sobre o ministro da Controladoria-Geral da União, Wagner Rosário aberta sob acusações da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid de prevaricação. O pedido foi feito pela PGR (Procuradoria Geral da República).

Rosário foi acusado de prevaricação por não agir diante de irregularidades identificadas pela Controladoria-Geral da União no Ministério da Saúde. Na visão dos congressistas, o ministro deveria ter apurado o suposto caso de corrupção nas negociações da compra do imunizante.

Em sua decisão, Lewandowski disse que a PGR apontou que não há elementos contra Wagner Rosário e nem outras diligências que possam continuar a linha investigativa. O ministro lembrou ainda que o STF tem entendimento de que a Corte deve seguir a posição da PGR nesse tipo de caso.




Leia também:

Terra Brasil Notícias