Em áudio vazado, prefeito se revolta com arrogância de Luan Santana

Em áudio vazado, prefeito se revolta com arrogância de Luan Santana

Em áudio vazado, prefeito se revolta com arrogância e “estrelismo” de Luan Santana.

Nessa última sexta-feira (24/06), a coluna Léo Dias publicou mais mais um caso de áudio vazado, expondo uma situação constrangedora. Dessa vez o caso envolve Luan Santana, 31 anos. Segundo as informações divulgadas pelo jornalista Cadu Safner, do portal “Metrópoles” o prefeito da cidade Entre Rios, na Bahia, acusou o cantor de “estrelismo”.

Luan Santana é acusado de “estrelismo”

O prefeito Manoelito Argolo Júnior disse que Luan Santana impôs exigências absurdas antes de sua apresentação na cidade de Entre Rios, BA. De acordo Manoelito, o sertanejo não queria que nenhum artista se apresentasse antes dele no evento de São João. O intérprete de “Abalo Emocional” queria “brilhar sozinho” no evento.

Atitudes arrogantes

A ideia era que Adelmário Coelho, artista bem conhecido na região, abrisse o evento por volta das 22h. Mas Luan não aceitou, pois não queria que nenhum artista se apresentasse antes, para não mexerem na iluminação e mesa de som. A atitude arrogante do músico fez com que um artista local da cidade desistisse de a abrir o show.

Além disso, o cantor também não queria absolutamente nada descartável no camarim e ainda fez pedidos sobre o tamanho do palco!

Apesar dos pesares, o prefeito afirmou ter cumprido todas as exigências do famoso: “Providenciamos os pratos do tamanho e da marca que ele queria, os talheres tinham que ser Tramontina, a água mineral específica com o nome que ele queria, cinco caixas de chiclete Trident, Gatorade do sabor que ele queria, o energético da marca que ele queria, o tipo do uísque que ele queria, o tipo da vodca que ele queria, tudo foi cumprido rigorosamente.”, garantiu.

Choques no palco

Horas antes do evento, a equipe de Luan informou que o palco estava dando choques. Foi então que Manoelito mandou chamar os eletricistas da prefeitura para resolver a situação. Concluída a manutenção, ele gravou vídeos mostrando que estava tudo certo com o palco e enviou para os empresários de Luan. Porém, durante passagem de som, os músicos começaram a retirar os instrumentos do palco, colocaram tudo dentro dos caminhões e foram embora sem dar explicações!

Falta de respeito, e não é a primeira vez que isso acontece, não. Aconteceu no Festival de Verão em Salvador, tocou duas músicas e se recolheu, aconteceu em Vitória do Espirito Santo. É estrelismo demais, falta de respeito com população de Entre Rios, falta de respeito com o seus fãs, com todos os visitantes que vieram ver o show de Luan Santana.”, esbraveja logo a princípio o prefeito no áudio vazado.

Não podemos admitir isso, para não ter prejuízo aos barraqueiros, aos comerciantes e todos aqueles que fizeram suas economias para vender sua cerveja, o seu churrasco, seu acarajé.”, continuou ele, que também já anunciou um dia a mais de São João, com as presenças de Calc*nha Preta, Mastruz com Leite e Barões da Pisadinha. Todos eles se apresentarão no mesmo palco em que Luan Santana estaria.

Dinheiro do cachê de volta

A prefeitura de Entre Rios afirmou que vai recorrer na Justiça e pedir a devolução do dinheiro pago a Luan Santana.

Nota da assessoria de Luan

Em nota enviada à coluna, a equipe de Luan Santana informou que várias exigências técnicas e de segurança não foram atendidas.




Leia também:

Terra Brasil Notícias