“Tratar marginais com extensa ficha criminal como pobres é criminalizar o próprio cidadão pobre”, diz Bolsonaro

“Tratar marginais com extensa ficha criminal como pobres é criminalizar o próprio cidadão pobre”, diz Bolsonaro

“A esquerda não quer que você se dê conta da realidade do narcotráfico no Brasil”, disse o presidente

Na noite desta quarta-feira (25), o presidente Jair Bolsonaro (PL) defendeu a ação das forças de segurança do Rio de Janeiro, no conjunto de favelas da Penha, na Vila Cruzeiro, na cidade do Rio de Janeiro.  Ao menos 24 pessoas suspeitas de ligação com facções criminosas do tráfico de drogas foram mortas na operação.

Eis a declaração de Bolsonaro no Twitter:

A esquerda não quer que você se dê conta da realidade do narcotráfico no Brasil. Demonizam policiais e suavizam criminosos como se fossem vítimas e não bandidos cruéis fortemente armados, que desprezam as leis, oprimem, extorquem, ameaçam e matam qualquer um sem o menor receio.

É uma perversidade seguir relativizando o certo e o errado. Tratar marginais com extensa ficha criminal simplesmente como pobres é criminalizar o próprio cidadão pobre que vive sua vida honestamente e hoje é refém destas organizações. Pobre nunca será sinônimo de criminoso!

Àqueles que, no conforto de suas casas insistem em inverter os valores e criticar as forças de segurança por todo o mal que acontece, sugiro que experimentem visitar uma área dominada pelo crime organizado fardado como um policial. Boa noite a todos!




Leia também:

Terra Brasil Notícias