Paulo Cupertino é levado para presídio em Guarulhos, em SP

Paulo Cupertino é levado para presídio em Guarulhos, em SP

A Justiça de São Paulo manteve a prisão de Paulo Cupertino em audiência de custódia na tarde desta terça-feira (17). Em seguida,  ele foi levado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) 2 de Guarulhos, na Grande São Paulo.

Após ficar foragido por quase três anos, o principal suspeito de ter matado o ator Rafael Miguel e os pais dele em junho de 2019 recusou ajuda de advogados e disse à polícia que vai provar sua inocência.

Antes de ser preso, na tarde desta segunda-feira (16), Paulo Cupertino era considerado o criminoso mais procurado do estado de São Paulo.

A câmera do corredor do hotel primeiro mostra um homem passando no corredor carregando uma mochila. Depois, Cupertino surge acompanhado de três policiais, com as mãos para trás, já sem máscara. 

Momento em que Paulo Cupertino é preso em hotel na Zona Sul de SP — Foto: Reprodução
Momento em que Paulo Cupertino é preso em hotel na Zona Sul de SP — Foto: Reprodução

Nesta terça, no hotel, os policiais encontraram roupas do empresário, uma bengala, lente de contato, Carteira Nacional de Habilitação, e um chapéu. Segundo a investigação, Cupertino pagava R$ 38 de diária para ficar hospedado no imóvel.

Entre os itens encontrados pela polícia no quarto, havia ainda uma calça e um par de tênis de pintor, além de tinta de cabelo.

Com disfarces como esses, o empresário conseguiu transitar por diversas cidades sem ser preso, tendo inclusive passado um período no Paraguai. A polícia de São Paulo calcula ter visitado mais de cem locais ao longo de três anos em busca do réu, acusado de triplo homicídio.




Leia também:

Terra Brasil Notícias