Gregório Duvivier e Ciro Gomes trocam farpas na live do pré-candidato, assista

Gregório Duvivier e Ciro Gomes trocam farpas na live do pré-candidato, assista

Pré-candidato à presidência da República, Ciro Gomes (PDT) resolveu convidar o humorista Gregório Duvivier para uma conversa franca e direta numa live que abre o que ele chamou de “Ciro Games”. O encontro aconteceu nesta sexta-feira, 20. Eles vinham se estranhando desde que Ciro o comparou ao presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky. Depois, Ciro anunciou em suas redes sociais que o encontro entre eles se daria na terça, 17. Mas logo em seguida Gregório desmentiu: “Pessoal, toda terça-feira gravo ‘Greg News’. Há cinco anos. Acho legal o convite do Ciro, mas eu trabalho”, disse.

No encontro enfim realizado, Ciro já começou contextualizando a proposta do encontro: “Ele fez uma análise dupla, crítica, bem humorada (no programa dele), que a gente só tem que aplaudir. Ele também atravessou uma linha política perigosa em tempos de Bolsonaro. Aparentemente ele aceitou o que o PT pede, que todo mundo deve colocar a mão no nariz e esquecer tudo que já foi feito”.

No encontro enfim realizado, Ciro já começou contextualizando a proposta do encontro: “Ele fez uma análise dupla, crítica, bem humorada (no programa dele), que a gente só tem que aplaudir. Ele também atravessou uma linha politica perigosa em tempos de Bolsonaro. Aparentemente ele aceitou o que o PT pede, que todo mundo deve colocar a mão no nariz e esquecer tudo que já foi feito”.

Gregório já começou respondendo: “Primeiro erro factual seu, eu nunca disse que você deve abandonar a candidatura. E eu nunca disse que tem que votar no Lula, segundo erro”. Depois foi para o atraque: “Você disse que eu cometi fakenews, mas isso é muito perigoso, Ciro. Chamar aquilo de mentiras, é muito ruim. Porque essa palavra é um conceito político que você sabe bem.(…) Uma das suas tarefas como líder, era importante não inflamá-la. Eu não acho certo chamar de fakenews o que eu falo. Não fui eu quem disse que você ganhou um carro.

Ciro o interrompeu em seguida: “Por que minha candidatura é um erro à democracia?”. O humorista então respondeu que não disse isso, que foi mal interpretado. Eu só pedi que você retirasse sua candidatura. Uma coisa não tem nada a ver com outra”.




Leia também:

Terra Brasil Notícias