Gigante do setor alimentício tem banheiro para ‘todes’: ‘Baixes, negres, branques’

Gigante do setor alimentício tem banheiro para ‘todes’: ‘Baixes, negres, branques’

Empresa informou que a ‘linguagem neutra tem sido usada para ações afirmativas’ da companhia

Circula nas redes sociais uma imagem do banheiro de uma unidade da Cargill, gigante do setor alimentício. A foto chamou a atenção em virtude de as palavras estarem em linguagem neutra, dialeto usado por militantes de esquerda e voltado para pessoas não binárias (que não se sentem homem nem mulher).

“Este banheiro é para altes, baixes, negres, branques, amareles, cis, trans, funcionáries ou não, de todas as nacionalidades, crenças religiosas, convicções filosóficas ou políticas, e com quaisquer outras características”, informa a placa. Ao ressaltar que o local é para “todes”, cumprimenta-os com um “bem-vindes”.

Linguagem neutra empobrece a língua, diz professora

Em entrevista a Revista Oeste, a professora de língua portuguesa Cíntia Chagas disse que o dialeto não binário empobrece o português. Cíntia disse ainda que o dialeto discrimina pessoas. “Essa forma de falar exclui 43 milhões de disléxicos no Brasil”, constatou. “Impõe-se mais uma barreira a um público que já sofre com dificuldades de aprendizagem”, disse Cíntia. “Além disso, a linguagem neutra exclui uma maioria gritante, que é contra essa aberração linguística.”

Nota da Cargil, gigante do setor alimentício

Confirmamos que a imagem foi feita em uma das unidades da Cargill e é uma sinalização que está na entrada dos banheiros. A linguagem neutra tem sido usada para ações afirmativas como parte da estratégia de Diversidade & Inclusão da Cargill. É uma atividade dentro de uma série de outras que estão conectadas com nossa Política Global de Antidiscriminação, que determina que todo mundo importa e todos contam. O uso da linguagem neutra na sinalização de ambientes específicos foi aprovado pelo nosso Comitê de Diversidade, que inclui colaboradores e lideranças, e o debate provocado por ele pode ser benéfico para que alcancemos um ambiente de trabalho ainda mais incluso e acolhedor, onde todos se sintam à vontade e seguros.




Leia também:

Terra Brasil Notícias