Doria, o inconveniente, não sai da frente e atrapalha planos de Tebet

Doria, o inconveniente, não sai da frente e atrapalha planos de Tebet

O pré-candidato do PSDB à sucessão presidencial, João Doria, disse à CNN que pretende “mais escutar do que falar” na reunião com a cúpula nacional do partido, marcada para a segunda-feira (23).

A reunião, que deve acontecer na capital paulista, tem como objetivo, de acordo com dirigentes do partido, tentar convencer o ex-governador de São Paulo a desistir da disputa ao Palácio do Planalto.

O tucano, no entanto, tem afirmado a um grupo de interlocutores que pretende resistir ao pedido e tem defendido que a definição de um nome seja feita apenas em julho, mês das convenções partidárias.

O nome escolhido pelo PSDB em prévias partidárias tem reclamado que já solicitou três vezes por escrito à legenda o resultado de pesquisa encomendada pelo bloco partidário, mas que até o momento não teve acesso aos dados finais. Procurada pela CNN, a assessoria de imprensa do partido informou que o levantamento eleitoral não foi entregue a nenhum integrante da legenda porque ele não foi registrado na Justiça Eleitoral, mas que pode ser apresentado pelo instituto de pesquisa caso seja solicitado à sigla.

Segundo dirigentes nacionais do PSDB, MDB e Cidadania, o levantamento encomendado pelo bloco partidário mostrou um cenário mais favorável à senadora Simone Tebet (MDB-MS), nome hoje favorito para a capitanear candidatura da chamada terceira via.




Leia também:

Terra Brasil Notícias