Deputado diz que PT vetou atriz pornô por ser “pobre”

Deputado diz que PT vetou atriz pornô por ser “pobre”

José Medeiros (PL-MT) afirmou que, para os petistas, vale “putaria chique”

O deputado federal José Medeiros (PL-MT) disse que o diretório do PT (Partido dos Trabalhadores) de Mato Grosso foi “hipócrita” ao recusar a filiação da atriz pornô Ester Caroline Pessatto, de 24 anos, que é pré-candidata a deputada estadual. Em entrevista ao Conexão Poder, na terça-feira (24), o congressista afirmou que, para os petistas, vale “a ‘putaria’ chique”.

“Esses caras [do PT] defendem qualquer putaria que seja ‘cool’, que seja de luxo, intelectual. É mais ou menos assim: é a ‘putaria’ chique. Se for pobre não serve, não do interior do Mato Grosso. Se for Leblon, Ipanema, aí funciona. […] Como é uma pobre, negra. Eles não defendem tanto as minorias?”, disse.

Medeiros também comparou Ester Pessatto à cantora Anitta: “A Anitta pode tatuar o ‘toba’ que é bonito. Se a Anitta quiser ser candidata, eles querem amanhã”.

O congressista disse, ainda, que o PT recusou a filiação com “medo” de que Pessatto tivesse votos e dificultasse a eleição de outros nomes da sigla: “Parte foi hipocrisia, parte preconceito e parte foi medo de perder a eleição para ela. Se lançar candidata, eles perdem”.




Leia também:

Terra Brasil Notícias