Com alta de casos, Argentina confirma início da 4ª onda de Covid

Com alta de casos, Argentina confirma início da 4ª onda de Covid

A ministra da Saúde Carla Vizzotti pediu que a população tome a dose de reforço da vacina e garantiu que país não terá novo confinamento

A ministra da Saúde da Argentina, Carla Vizzotti, confirmou que o país entrou na quarta onda da pandemia da Covid-19. Dados do último relatório da situação sanitária, divulgado no domingo (15/5), mostram que as confirmações de novos casos quadruplicaram em um mês.

“Hoje estamos começando na Argentina a quarta onda de Covid-19 que nos chega numa situação totalmente diferente das anteriores”, afirmou a ministra durante a abertura do Conselho Federal de Saúde.

De acordo com o Ministério da Saúde argentino, na última semana, o país notificou 33.989 casos de Covid-19, 92,6% a mais do que o registrado na semana anterior e 182% a mais do que há duas semanas. Quatro semanas atrás, a contagem de casos semanais estava em 8.387.

Os principais fatores relacionados ao aumento expressivo são: a queda da temperatura com a aproximação do inverno; a circulação da variante Ômicron do coronavírus; a queda nos níveis de imunidade da população; e o relaxamento das medidas de proteção.

A ministra garantiu que o país não entrará em um novo confinamento, mas pediu que a população se vacine com a dose de reforço para garantir o novo aumento das taxas de imunidade e, assim, prevenir os casos mais graves da doença.

“Não há possibilidade de novos confinamentos”, disse Carla Vizzotti. “Os casos vão aumentar. Por isso, precisamos avançar com a vacinação para que não se traduzam em hospitalizações nem mortes”, alertou a ministra.




Leia também:

Terra Brasil Notícias