Após ação na cracolândia, usuários de drogas se espalharam pelo centro

Após ação na cracolândia, usuários de drogas se espalharam pelo centro

Um dia após uma operação policial na Praça Princesa Isabel, onde se concentrava o fluxo do ponto de uso de drogas em São Paulo, usuários se espalham por diversos pontos do centro nesta quinta-feira (12/5). A praça agora está cercada por agentes da Guarda Civil Metropolitana (GCM) e por policiais.

Sem poder voltar, grande parte dos usuários foi para as ruas do Triunfo e Gusmões, a poucos metros tanto da Princesa Isabel quanto da Praça Júlio Prestes, onde se concentrava o fluxo até o início de março. Muitos dependentes químicos ocupam também a rua Helvétia.

A migração, porém, não ocorreu de maneira homogênea. Muitos usuários foram para a praça Marechal Deodoro e para o Largo de Santa Cecília – que também ficam no centro, mas a cerca de dois quilômetros de distância – e se espalham nos arredores da Avenida Angélica.

Com a movimentação de centenas de dependentes químicos após a operação policial, houve relatos de furtos na região próxima à Princesa Isabel, tanto de comércios quanto de celulares de pessoas que passam a pé.

O delegado Roberto Monteiro, da delegacia seccional do centro, tratou, na noite da última quarta (11/5), a dispersão dos usuários por vários pontos da cidade como algo positivo.

“Fica mais fácil trabalhar com eles dispersos. Quando nós diluídos esses grupos em pequenos é mais eficaz a abordagem”, disse. “Na Praça Júlio Prestes, tínhamos um grupo homogêneo em que o fluxo chegou a ter 4 mil traficantes, travessias, disciplinas, etc. A permeabilidade desse grupo é muito complexa.”

Seis presos
A Operação Caronte realizada na manhã da última quarta terminou com seis pessoas presas – a Polícia Civil confirmou a sexta prisão na manhã desta quinta, entre eles Lucas Felipe Macedo Marques, de 22 anos, conhecido como Filé com Fritas.

De acordo com o delegado Roberto Monteiro trata-se de um “traficante relevante” que “atuava de forma contumaz na praça Princesa Isabel”, e que foi identificado por policiais civis infiltrados que atuaram na cracolândia nos últimos meses. Filé com Fritas tinha antecedentes por furto e por tráfico de drogas.

Além disso, foram apreendidas facas, duas armas de fogo falsas e alguns tijolos de crack e maconha. A polícia possuía 36 mandados de prisão, mas só conseguiu cumprir três. As outras pessoas detidas foram presas em flagrante.

Créditos: Metrópoles.




Leia também:

Terra Brasil Notícias