Diretório nacional do PT aprova indicação de Geraldo Alckmin para vice de Lula

Diretório nacional do PT aprova indicação de Geraldo Alckmin para vice de Lula

PT ainda deve consultar partidos aliados sobre a composição; em junho, chapa será votada em encontro nacional da sigla. Minoria dentro do PT critica definição de Alckmin como vice.

O diretório nacional do PT aceitou nesta quarta-feira (13) a indicação do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSB) para compor uma eventual chapa presidencial ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições de 2022.

Mesmo com mobilizações contrárias dentro do sigla, Alckmin teve a indicação aprovada por 68 votos favoráveis, 13 contrários e 3 abstenções. Membros da ala minoritária do diretório criticam a maneira com a qual a presidente da sigla e deputada federal Gleisi Hoffmann (PR) conduziu o processo. 

O PT deve encaminhar consultas às legendas que vão compor coligações e alianças com a sigla na disputa pela Presidência. O partido quer saber se há oposição, dentro desses partidos, ao nome de Alckmin. 

Até o momento, o PT já firmou alianças com PV, PCdoB – os três devem se unir em uma federação partidária –, PSB e PSOL (estes, por meio de coligação). 

Mais cedo, o diretório nacional também votou e aprovação a federação com PV e PCdoB. O processo ainda terá de ser validado internamente pelo PV e submetido ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

A Rede, que estuda compor federação com o PSOL, também deve se aliar apesar das divergências internas. Há ainda negociações em andamento com o Solidariedade. 

“É só mera formalidade. Todos os partidos já bateram martelo em apoiar. Alckmin será o candidato a vice-presidente. A nossa preocupação é colocar a campanha na rua”, disse o vice-presidente do PT, deputado José Guimarães (CE).




Leia também:

Terra Brasil Notícias