Depois de agenda no Rio, Bolsonaro sobrevoa Angra dos Reis

Depois de agenda no Rio, Bolsonaro sobrevoa Angra dos Reis

Foto: Ernersto Carriço/Governo do Rio

Vídeo Capitão Andriely

Ao lado do governador Cláudio Castro, presidente visitou o bairro mais afetado pelas chuvas na cidade

O presidente Jair Bolsonaro (PL) e o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), visitam nesta segunda-feira, 4, locais afetados pelas chuvas em Angra dos Reis, na Costa Verde fluminense.

Eles sobrevoaram áreas afetadas e também foram ao bairro Monsuaba, o mais afetado na cidade. As chuvas intensas dos últimos dias deixaram ao menos 18 mortos no Rio, sendo dez em Angra e sete em Paraty.

No bairro, o presidente e o governador foram para a Escola Raul Pompeia, que está sendo utilizada como ponto de apoio para desabrigados. Por volta de 18h, o presidente deixou Angra.

O Estado vive um dos anos de maior preocupação e número de desastres em relação às chuvas. Em fevereiro, mais de 230 pessoas morreram em Petrópolis, na Região Serrana, a maior tragédia da história da cidade.

Cristo Redentor

Mais cedo, Bolsonaro esteve na capital fluminense participando de um ato no Cristo Redentor. O governo federal formalizou a assinatura de um termo para conceder à Igreja Católica livre acesso ao monumento.

Ao estabelecer regras para compatibilizar a atuação da Arquidiciose do Rio e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o Acordo de Convivência assinado hoje encerra parte do impasse sobre o Cristo.

O documento é válido por 10 anos e permite o livre acesso ao santuário independente de horário, além de garantir à arquidiocese uma participação na receita dos ingressos pagos pelos cariocas e turistas. Os recursos serão destinados a projetos sociais da igreja e para manter o monumento.




Leia também:

Terra Brasil Notícias