A locomotiva da economia está no campo, que não parou na pandemia, diz Bolsonaro

A locomotiva da economia está no campo, que não parou na pandemia, diz Bolsonaro

Foto: Alan Santos/PR

Presidente afirmou que o mundo está com inflação de alimentos alta, e que o Brasil “é o melhor país para receber investimentos, enquanto lá fora começa o desabastecimento”

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), afirmou neste sábado (9) no Paraná que a “locomotiva” da economia brasileira é o campo, que “não parou durante a pandemia”. Em vídeo divulgado pelo Twitter, o presidente defendeu que o Brasil, ao contrário de outros países que estão sendo afetados pela inflação, é o “melhor país para receber investimentos”.

“O mundo inteiro está com uma inflação de alimentos grande, fruto do pós-pandemia, do fica em casa e da guerra da Ucrânia”, declarou Bolsonaro. “E o Brasil desponta como o melhor país para investimentos, enquanto lá fora começa o desabastecimento. Dado o agronegócio e nossa política externa”, comparou o presidente.

Bolsonaro disse que “ninguém tem o que nós temos”, se referindo ao agronegócio brasileiro. “Aqui é uma terra maravilhosa.”
 

Presidente critica governadores por preço da gasolina

DEPOIS DE PARTICIPAR DE UMA MISSA NO PARANÁ NESTE SÁBADO, O PRESIDENTE VOLTOU A CRITICAR GOVERNADORES QUE, SEGUNDO ELE, SERIAM OS RESPONSÁVEIS PELA ALTA DOS COMBUSTÍVEIS.

“A GASOLINA NO BRASIL ESTÁ CARA? ESTÁ. VEJAM A COMPOSIÇÃO DO PREÇO, O ICMS”, ATACOU BOLSONARO. “O QUE INTERESSA MUITO PARA NÓS, QUE É O DIESEL: QUANTO É O IMPOSTO FEDERAL NO DIESEL? ZERO. EU ZEREI. PROCURE SABER QUANTO É O ICMS”, COMPLETOU. “PROCURE SABER QUANTO É A MARGEM DE LUCRO DOS TANQUEIROS E DOS DONOS DE POSTOS DE COMBUSTÍVEIS, SE É JUSTO OU NÃO”, SUGERIU.

ATAQUE A LULA

Bolsonaro aproveitou e atacou Lula no evento. “Um cara assumiu em 2003 e falou que ia fazer três refinarias, gastou R$ 100 bilhões e não fez nenhuma, e nós somos dependentes de importação de diesel e gasolina”.

O ideal, disse ele, é fazer refinarias. “Se tivéssemos feito pelo menos duas refinarias, seríamos exportadores de derivados de petróleo, não importadores.” (Estadão Conteúdo)




Leia também:

Terra Brasil Notícias