Hackers invadem site do Governo do DF, provocam TSE e ironizam: “Senta e chora”

Hackers invadem site do Governo do DF, provocam TSE e ironizam: “Senta e chora”

O grupo de hackers Paraná Cyber Máfia derrubou o site da Secretaria de Saúde na manhã desta terça-feira (1°/3). Ao atacar a página, o grupo ironizou a segurança frágil do site. “Quem diria que um plugin desatualizado me daria acesso ao servidor do Governo do Distrito Federal”, afirmou. No Twitter, o grupo zombou o Governo do Distrito Federal (GDF), mandando um “grande abraço”.

Governo do Distrito Federal?
Grande abraço pra vocês… 🙂
Senta e chora
zone-h : ok

— Paraná Cyber Mafia (@PrCyberMafia) March 1, 2022

“Alguém chama a equipe de TI do TSE para cuidar desse servidor aqui HAHAHAH Com certeza ficará ‘inhackeavel’. Achei que era em Brasília que o pessoal levava segurança a sério. Acho que me enganei. Pau no c… de todos os engravatados de Brasília, vão se f… seus vermes parasitas”, dizia a mensagem do ataque da manhã desta terça-feira (1°/3). O site da secretaria está fora do ar desde então.

Ao tomar posse do site, o grupo sugeriu que o Governo do Distrito Federal (GDF) chamasse algum TI do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em alusão às tentativas de ataques sofridos no sistema do tribunal no final de 2020. O grupo, no início do mês passado, foi responsável por derrubar sites ligados ao governo do Rio Grande do Sul. O grupo, à época, assumiu a autoria dos ataques.

A reportagem procurou a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) e o Governo do Distrito Federal (GDF), que confirmaram o ataque hacker no site da pasta. Segundo o órgão, o ataque apenas alterou a imagem da página inicial. Ainda na nota, o GDF esclareceu que todo o sistema e demais sites do governo foram retirados do ar por questão de segurança, mas que não houve invasão e nem comprometimento dos sistemas ou informações. O governo local, por fim, esclareceu que, ao longo do dia, os sites do GDF voltarão a funcionar normalmente.

Ataques semelhantes

Em dezembro, os sites do Ministério da Saúde e da Economia foram invadidos por hackers. Na mensagem publicada, o grupo responsável pela invasão afirmou que os “dados internos dos sistemas foram copiados e excluídos”. À época, o ConecteSus e o Portal Covid foram afetados. No mesmo dia, o site da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi invadido. De acordo com a corporação, contudo, não houve nenhum vazamento de dados.

Créditos: Correio Braziliense.




Leia também:

Terra Brasil Notícias