TSE quebra sigilo de perguntas das Forças Armadas sobre segurança das urnas. Veja

TSE quebra sigilo de perguntas das Forças Armadas sobre segurança das urnas. Veja

Após vazamentos, TSE decidiu divulgar as cerca de 700 páginas com respostas às perguntas feitas pelos militares sobre a urna eletrônica

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu divulgar as respostas enviadas às Forças Armadas sobre a segurança das urnas eletrônicas. O documento tem 69 páginas e três anexos, com outras 635 folhas. O conteúdo das informações estava em sigilo, por convenção da Comissão de Transparência Eleitoral (CTE), instalada pelo TSE, em setembro de 2021.

No entanto, diante de vazamentos, além de diversas perguntas do presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre o tema, o TSE resolveu liberar o inteiro teor dos documentos que contêm as perguntas formuladas pelo general Heber Portela e as respostas entregues pela área técnica da Corte Eleitoral.

A decisão de divulgar o material foi tomada em conjunto pelo atual presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, e pelos futuros presidentes, Luiz Edson Fachin e Alexandre de Moraes, levando em conta que as informações prestadas às Forças Armadas a respeito do processo eletrônico de votação são de interesse público e não impactam a segurança cibernética da Justiça Eleitoral.

As Forças Armadas fizeram 74 questionamentos ao TSE, entre perguntas e pedidos de documentos relacionados à eleição. A resposta aos militares inclui anexos que complementam as explicações desenvolvidas pela Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do Tribunal Superior Eleitoral.

Veja o documento na íntegra:




Leia também:

Terra Brasil Notícias